Estamos vivendo uma era estranha…

Este é o mantra de 2020, tudo é estranho nesse ano, o frio já não é o mesmo frio, o calor tambêm não, as relações estão esfriando cada vez mais. Aumenta o número de plataformas de Streaming, aumenta o número de pessoas nas redes sociais, proporcionalmente as pessoas estão cada vez mais distantes e para uma raça acostumada a viver em sociedade, surge um novo pesadelo: O distanciamento social.

Esse novo conceito que rapidamente entrou em nossas vidas, surgiu para aumentar ainda mais a estranheza dessa nova era, sim não à como dizer que não é (uma nova era), seria inocência demais não perceber que tudo mudou e nunca mais voltará a ser como era antes.

Os abraços serão suspeitos; “Será que ele incuba algum novo virús?” Poderemos pensar… Uma simples volta no parque terá aquele gosto amargo que as pessoas decentes sentem quando acham que estão fazendo algo errado. O tom de voz, terá de se virar para se impor ou ser gentil em uma reunião de negócios, já que a boa e velha linguagem corporal, (ainda) não é tão bem capturada pelas milhões de câmeras que transmitem, ainda que em qualidade razoável, o interior da casa de milhares de trabalhadores ao redor do mundo.

É uma nova era, nunca se falou tanto de dados, nunca se valorizou tanto uma informação, nunca se soube tanto sobre tudo e ao mesmo tempo não sabemos o suficiente para confiar; Seja no governo, na ciência, na pessoa que dorme ao nosso lado, seja no nosso próprio celular.

É uma nova era, uma estranha nova era…

Formado em Sistemas para Internet e pós graduado em Ciência de dados, Big Data e IoT. Alumini e instrutor de Backend na Trybe!

Formado em Sistemas para Internet e pós graduado em Ciência de dados, Big Data e IoT. Alumini e instrutor de Backend na Trybe!